Frescura Retro Gamer

Os videogames antigos e até mesmo alguns dos apreciadores de jogos indie, carregam entre seus consumidores algumas pessoas que precisam de terapia.

PIOR CANAL DO MUNDOOPINIÃO

Marcio Baião

Ah, a gourmetização nos jogos retrô, ou melhor, as frescuras que surgiram ao redor dessa cena! É engraçado como a embriaguez por nostalgia pode levar as pessoas a extremos, né? Tipo só querer jogar em console original ou se recusar a jogar em qualquer coisa que não seja uma boa e velha TV de tubo.

Se você perguntar para um purista dos retro games, eles vão te dizer que a autenticidade é tudo. É como se jogar Super Mario Bros. em qualquer coisa além de um NES original fosse uma ofensa grave aos deuses dos videogames. Eles vão falar sobre a experiência única de segurar um controle antigo, ouvir o zumbido da TV de tubo e mergulhar na atmosfera dos anos 80 ou 90.

Mas vamos ser honestos, não é todo mundo que tem espaço para um arsenal de consoles antigos na sala de estar ou dinheiro para bancar uma TV de tubo só para jogar Donkey Kong. Além disso, tem tanta coisa legal acontecendo nos emuladores e nas versões remasterizadas que é difícil resistir.

Claro, tem um charme especial em soprar cartuchos de NES ou ajustar o rastreamento de uma TV antiga, mas no final das contas, o importante é se divertir. Seja jogando no console original ou emulado no computador, o importante é preservar a magia dos jogos retrô e lembrar da época em que passávamos horas na frente da tela, sem nos preocupar com nada além de derrotar aquele chefão impossível. Então, vamos aproveitar o melhor dos dois mundos e jogar do jeito que nos faz felizes, sem frescuras!

Veja mais: